sexta-feira, 27 de março de 2009

O passeio

Nós, do Curso de Comunicação, fomos a um passeio no centro de São Paulo, passamos por lugares superlegais , como a catedral, conhecemos também prédios antigos. Fomos conhecer o Pátio do Colégio, lá nós vimos o Museu Anchieta. Ele catequizava os índios. Foi bom porque eu conheci coisas novas, lugares e pessoas. Fiquei sabendo que em alguns prédios tinham muitos vidros nas janelas e nas portas para que a luz do sol pudesse entrar, porque antigamente não tinha energia. Também descobri que quanto mais ricos mais enfeitadas eram as casas das pessoas (e quanto mais enfeitadas mais antigas as casas eram).

Também conhecemos a Bovespa e lá e o que ela faz. A Bolsa de Valores do Estado de São Paulo compra e revende ações e também ajuda a comunidades carentes e a ONGs (organizações não-governamentais). Depois fomos para o Museu da Língua Portuguesa. Lá, assistimos a um filme sobre a origem da língua portuguesa e depois vimos uma projeção de poesias, a que eu mais gostei foi:


Amor é fogo que arde sem se ver

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

Texto: Edilane de Deus


Um comentário:

luiz disse...

Queria ter ido